Deveria voltar a receber a luz

estrela-roberto-weigand-4-fotor

Há vários anos atrás, fui contactado por um médico do sul de França. A neta tinha contraído uma doença que deixara os médicos locais confusos e ele queria consultar-me, uma vez que tinha lido vários dos meus artigos sobre distúrbios do sistema neurovegetativo autónomo. Os sintomas da sua neta pareciam coincidir com os que eu tinha descrito, e perguntou-me se poderia ajudá‑lo. Continuar a ler

Anúncios

Uma mudança para melhor

Desde pequena que me diziam para não cometer os erros da minha mãe. É certo que ela não tinha tido uma vida fácil: Engravidara aos 17 anos e culpavame constantemente pelos fracassos da sua vida. Como era incapaz de tomar conta de mim, tiveram de ser os meus avós a ir buscarme quando eu tinha seis semanas e a criarme como se fosse filha deles. Continuar a ler

A Viagem de Chase

Quando o meu pai e a minha madrasta souberam que não podiam ter um bebé, decidiram tornar-se uma família de acolhimento. A ideia de dar uma família a uma criança e, ao mesmo tempo, permitir que a nossa crescesse era precisamente aquilo que procurávamos. Passados muitos meses, Chase, um menino de dois anos, entrou nas nossas vidas. Continuar a ler