A bisavó

A Bisavó

Jacob vai visitar a bisavó que está doente. Ela já não pode andar. Os pés doem-lhe. Não consegue fazer renda. As mãos doem-lhe.

Mas, “torcer” pelo Jacob, ainda consegue, como costuma dizer.

— Não morras — pede-lhe Jacob. — Promete-me!

— Não posso prometer-te isso — diz a bisavó. — Mas, mesmo quando morrer, vou estar sempre contigo e pensar em ti lá do céu. Só espero que me sinta melhor do que aqui. Ao lado de Jesus, não vou ter mais dores. Ao lado de Jesus, vou sentir-me forte e alegre.

Jacob fica a pensar.

— Mas gostava que te deixasse a cara que tens agora — diz-lhe. — Porque és bonita.

Lene Mayer-Skumanz (org.)
Jakob und Katharina
Wien, Herder Verlag, 1986
(texto traduzido e adaptado)

Anúncios